domingo, 30 de novembro de 2008

Uai sô!

Eram dezoito horas e trinta minutos. Donna me liga e pergunta:

― Onde você está lindinho?

― Na área de alimentação e você?

― Estou aqui no box de embarque. Venha para cá.

Ela, eu e outras duas pessoas estávamos indo viajar para Belo Horizonte.

Chegamos em BH mais ou menos às oito e trinta. Depois de todas aquelas horas cansativas sentados nas poltronas o que queríamos era lavar o rosto, escovar os dentes e tomar um bom café da manhã. Foi o que fizemos. Por volta das dez um amigo de Donna chegou ao terminal rodoviário para nos buscar e levar até à casa de outro amigo nosso, onde ficamos hospedados.

O motivo da viagem foi o Encontro Mineiro de Software Livre. Donna tinha, além desse, outro motivo. Queria reencontrar amigos/as e uma pessoa em especial. Alguém que tem grandes chances de tornar-se namorado dela.

A receptividade do dono da casa, de sua mãe e de sua namorada foi um destaque à parte. A mãe uma pessoa muito divertida e boa de prosa. Ele e sua namorada um casal muito bonito e muito simpático. Fica registrado, aqui, meu agradecimento pela hospedagem e pelos bons momentos que passamos juntos, como o bom bate-papo, regado de wisky e "cheese ball", com o simpático Jon "Maddog" Hall. Foi um momento muito prazeroso.

Além da aconchegante hospedagem valeu a experiência promovida durante o evento, a felicidade de Donna ao trocar beijos com seu pretendente e meu constante pensamento em alguém que ficou em Goiás, alguém que tem um sorriso muito gostoso, que me encanta por sua alegria, sua facilidade em deixar o assunto fluir e por sua capacidade de me manter sempre envolvido e cheio de saudades dela.

E é por isso, mesmo aqui estando tão bom, que quero muito chegar na bonita Goiânia, me encontrar com ela (que não me sai do pensamento) e deixar a vida seguir seu rumo... Ah! Vida, vida minha... Siga nosso caminho me deixando sempre com ela ao lado.



Um comentário:

Barbara disse...

Nesse eu posso dizer Obrigada!