quarta-feira, 10 de junho de 2009

Tempo ao tempo...

Uma pessoa, muito querida, disse-me que acredito que tudo está escrito e definido. Que acredito em um Ser superior. Verdade! Dissestes bem!

Um dia essa mesma pessoinha (que de "inha" não tem nada, pelo contrário é uma "pessoona") disse-me que planos mudam. Que um dia, os meus ou os dele, mudariam. E assim, como essa, muitas outras coisas tenho aprendido com essa convivência e com essa gostosa companhia. Mesmo que, quase sempre, por uma "janelinha".

Fico encantada ao perceber que uma pessoa, que andava afoita e que dizia que "...dar tempo ao tempo e ficar esperando as coisas acontecerem sozinhas, não faz muito meu estilo", hoje, abraça com todas as forças, até as últimas gotas do seu oceano, até o último suspiro de esperança ao tão precioso e santo remédio que é o tempo.

Tempo ao Tempo...

Não sei porque. Não sei onde. Não sei quando. Não sei quais as exatas circunstâncias. Na verdade, "ainda", não sei de muita coisa. Espero viver o suficiente pra ir descobrindo aos poucos e continuar sentindo o prazer de viver!

Mas tem uma coisa que sei: gosto de aprender coisas novas. Adoro viver coisas novas. Amo conhecer pessoas novas. E sei, também, que estou verdadeiramente encantada com tudo isso!

Um comentário:

JJ disse...

Quando o garimpeiro encontra o diamante mais precioso todos seus planos mudam.

Quando o astrônomo descobre um novo planeta ele esquece tudo e dedica-se somente aquele planeta.

Se a única coisa que esse alguém hoje tem é a esperança e o tempo, que seja. Alguém disse: "Acredite: Ter esperança e fé valem a pena...".

Tenho acreditado nisso.